12 de jan de 2017

Joga Que Nem Mulher - Globo Esporte

Joga que nem mulher! 

Essa fantástica série produzida pelo Globo Esporte, que mostra a realidade do Futebol Feminino no Rio Grande do Sul e o sonho da pequena Giulia em se tornar jogadora de futebol. No terceiro episodio da série, destaque para as Lobas do comandante Marcos Planela. 

Confira o vídeo: 

video

20 de dez de 2016

Patrimônio áureo-cerúleo

Revelada pelas Lobas, Andressinha, titular da Seleção Brasileira de futebol feminino, visitou a Boca do Lobo nesta segunda-feira, um dia após o título do 6° Torneio Internacional de Manaus.

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br


“É uma honra para o Pelotas. É uma honra a tua carreira. Em ocasiões como esta que o orgulho de ser áureo-cerúleo aumenta.”

As palavras do presidente do Conselho Deliberativo do Pelotas, Moacir Elias, para Andressinha, antes de entregar uma camisa do Lobo, exemplificam o sentimento das várias garotas que lotaram a sala de imprensa da Boca do Lobo para recepcionar a meia da Seleção Brasileira. Andressa Cavalari Machry, de apenas 21 anos, é uma referência para milhares de jovens que sonham em ser jogadoras de futebol. Um exemplo que saiu da Avenida e faz questão de que todos saibam.

“O Pelotas é onde tudo começou. As lembranças daqui são do início. Quando o Marcos me levou para fazer teste na Seleção e a temporada que passei jogando aqui. Por isso quero ser o exemplo para essas garotas. Para que elas acreditem que são o futuro das gerações”, afirma.


A ligação com as Lobas é tão forte que Andressinha não decidiu descansar no primeiro dia de férias em um ano carregado. Poucas horas após marcar dois gols e conquistar o título do 6° Torneio Internacional de Manaus com a camisa da Seleção Brasileira sobre a Itália, ela viajou para Pelotas ao lado da família. Nem o cansaço, que era visível pelas poucas horas de descanso, lhe tirou o sorriso do rosto e a paciência para conversar com as fãs, de todas as idades, que a receberam.

Andressinha será personagem principal da nova fase das Lobas. Após completar 20 anos, um novo ciclo deve ganhar forma em relação ao futebol feminino. Marcos Planella, técnico e idealizador das Lobas, sempre ressalta a importância da jovem atleta na história do projeto. “Ela é nosso espelho. Sou um babão. Sempre mantivemos contato e ela continua sendo a mesma Andressinha. Ter um case como ela é fundamental para qualquer projeto”, afirmou o profissional.



 Vídeo: Leandro Lopes/Diário Popular

19 de dez de 2016

É HOJE!! Andressinha, craque da Seleção Brasileira em Pelotas!!!

A atleta formada pelo Departamento de Futebol Feminino do Esporte Clube Pelotas, Andressa Machry, estará fazendo uma visita hoje (19/12) e amanhã (20/12) na cidade de Pelotas.

Programação:

Segunda-feira (20/12)

10h30 - Chegada em Porto Alegre;
15h30 - Chegada em Pelotas.
16h15 - Chegada ao Estádio da Boca do Lobo.
16h30 - Espaço para gravações e entrevistas para os órgãos de imprensa.
17h30 - Homenagem do Esporte Clube Pelotas para a atleta.
18h00 - Sessão de autógrafos e fotos na LOBOMANIA.
20h30 - Participação ao vivo no Programa Papo da Bola, na Rádio Universidade.
21h30 - Agenda particular.

Terça-feira (20/12)

09h00 - Homenagem na Câmara de Vereadores de Pelotas e gravação de entrevista para a TV Câmara.
10h30 - Gravação de entrevista na Rádio Pelotense.
12h30 - Participação ao vivo no Nativa Esportes, na TV Nativa.
13h00 - Almoço e após, viagem para sua cidade natal, Roque Gonzales.


13 de dez de 2016

Lobas conquistam o título do Campeonato Gaúcho Sub17


A equipe do Esporte Clube Pelotas/Phoenix sagrou-se campeão do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino Sub 17 ao vencer a equipe do Black Show de Guaíba pelo placar de 2x0, ontem em Pelotas. 

Abaixo o poster com as Campeãs:

Foto/Arte: Hermes Eduardo Hernandorena Viegas.



Torneio 20 anos das Lobas

A Seleção Gaúcha de Futebol Feminino da AGFF foi a grande campeã do Torneio pelos 20 anos das Lobas, realizado no último final de semana em Pelotas. A equipe sagrou-se campeã ao vencer a partidas contra a equipe da Sociedade Esportiva Gama de Brasília por 3x2 e contra a equipe do Esporte Clube Pelotas por 2x0. 



Informações: AGFF

9 de dez de 2016

Gama já está em Pelotas

A delegação da Sociedade Esportiva do Gama chegou hoje na cidade de Pelotas, o Professor Marcos Planela os recepcionou na Boca do Lobo e o presenteou o Técnico Célio Lino com o manto Áureo-Cerúleo.



Amanhã a bola irá rolar, as Lobas enfrentam o Sociedade Esportiva do Gama às 16h30, na Boca do Lobo.

#VamosJuntosLobo‬

8 de dez de 2016

Torneio 20 anos das Lobas e Final do Campeonato Gaúcho Sub17


No sábado e no domingo, acontecerá na Boca do Lobo o Torneio 20 anos das Lobas. Estarão presentes a equipe da Seleção Gaúcha e Sociedade Esportiva Gama. Além disso, as Lobas disputam a final do Campeonato Gaúcho Sub-17, diante o Black Show.

O primeiro jogo ocorrerá no sábado, a partir das 16h30. Os portões abrem uma hora antes da partida, o ingresso combo custa R$10,00 e o ingresso individual custará R$5,00.


Venha apoiar as Lobas!    #VamosJuntosLobas

29 de nov de 2016

Lobas se classificam para as finais do Estadual

Neste final de semana a bola rolou e foram definidas as finais do Estadual Sub-15 e Sub-17 de Futebol Feminino do Rio Grande do Sul, ao todo foram quatro equipes que venceram no final de semana e garantiram o seu lugar na última etapa do campeonato.

As Lobas por sua vez, encaminharam a classificação nas duas categorias que disputaram, ganhando da equipe do João Emílio pelo placar de 6 a 0 na equipe Sub-17. Já na outra categoria, o áureo-cerúleo também saiu vencedor diante ao Canoas, em jogo pegado que terminou no placar de 2 a 1.

A data das finais está sendo definida essa semana, visto a possibilidade de acontecer em Pelotas, no próximo dia 11 de dezembro, durante o Torneio Internacional em alusão aos 20 anos das Lobas, equipe de futebol feminino do EC Pelotas. De acordo com o presidente da AGFF, o Professor Neco, "seria um momento ímpar, terminar o ano com a participação das meninas que estão começando, fazendo a final num torneio internacional com a participação da Seleção Gaúcha de Futebol Feminino da AGFF, do EC Pelotas, do Nacional FC do Uruguai e do Gama de Brasília, um aprendizado e um incentivo enorme para todas elas".

O Estadual de Futebol feminino Sub-15 e Sub-17 é uma realização da Associação Gaúcha de Futebol Feminino, com a chancela da Federação Gaúcha de Futebol e apoio da Secretaria Estadual do Turismo Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul.





Confira os resultados dos jogos disputados em Pelotas:

SUB-17 - E.C. Pelotas/Phoenix 6 x 0 A.E. João Emílio

SUB-15 – Canoas A  4 x 0 Canoas B

SUB-15 - Canoas - A 4 x 2 A.E. João Emílio

SUB-15 - E.C. Pelotas/Phoenix 2 x 1 Canoas - B

SUB-17 - Canoas 8 x 0 A.E. João Emílio

SUB-15 – E.C. Pelotas/Phoenix 0 x 0 Canoas - A

SUB-15 - A.E. João Emílio 1 x 1 Canoas - B

SUB-17 – E.C. Pelotas/Phoenix 1 x 0 Canoas

25 de nov de 2016

Lobas irão sediar o Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino.

A bola vai rolar para a primeira fase do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino 2016. O Regulamento Geral do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino de 2016 será o balizador para quaisquer dúvidas que venham ocorrer durante a competição. Todas as atletas devem possuir o “termo de autorização de participação” devidamente preenchido e assinado pelos responsáveis. Na categoria sub-15 atletas nascidas até 2003, apenas estas atletas estarão aptas a participar dos jogos desta categoria. Na categoria sub-17 atletas nascidas em 1999 e 2000. Poderão constar na ficha de inscrição atletas da categoria “sub 15”, mas para compor a equipe, deverão estar em campo apenas “seis” atletas desta categoria. Não existe possibilidade de substituição das referidas atletas citadas nos itens acima. Os jogos ocorrerão domingo, no Parque Lobão. A bola rola a partir das 10h, confira as equipes participantes:


Chave A (Parobé - RS):

EC Black Show; ADERGS (Tapejara) X AE Parobé;



Chave B (Pelotas – RS):

E.C. Pelotas; AE João Emilio (Candiota) X Duda/Canoas.


24 de nov de 2016

Marcos Planela recebe na Assembléia Legislativa, em nome da craque Andressinha, o Prêmio Mérito Olímpico

Em Porto Alegre, Marcos Planela recebeu em nome da "pequena gigante", Andressinha, o Prêmio Mérito Olímpico, concedido pela Assembléia Legislativa do RS.


Na tarde de ontem, o Coordenador do Departamento de Futebol Feminino do Esporte Clube Pelotas, recebeu o Prêmio Mérito Olímpico na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O prêmio, concedida para atleta Andressa Cavalary Machry, jogadora da Seleção Brasileira revelada pelas Lobas.

A homenagem foi feita pelo deputado Juvir Costella, que ressaltou o grande valor dos atletas que representaram o Rio Grande do Sul nos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro.

“Poder homenagear vocês é uma grande alegria, um enorme orgulho e, ao mesmo tempo, uma enorme satisfação, não somente por reunir seleto grupo de vencedores, mas também pelo reconhecimento ao resultado de um trabalho muito bem feito, muito bem executado, com carinho e dedicação”, disse o parlamentar, ao iniciar seu discurso na tribuna.

Na sua opinião, atletas, técnicos e equipes fazem parte de um “Rio Grande próspero, que dá certo, e que serve de exemplo a milhares de jovens que se espelham em vocês para seguir uma carreira profissional no esporte ou que simplesmente aprendem a ser pessoas, seres humanos melhores, a partir dos ensinamentos que o esporte traz”.

Prestigiaram o evento, o secretário adjunto de Estado do Turismo, Esporte e Lazer, Idílio Pasuch, representando o governo do Estado, e o ex-atleta de basquete Celso Luiz Scarpini, idealizador da Medalha do Mérito Olímpico da Assembleia Legislativa. Nas galerias, além dos atletas e seus familiares, dirigentes e representantes de clubes e federações.

Após o pronunciamento, os atletas receberam o Prêmio Mérito Olímpico. Foram agraciados com a distinção (ou seus representantes):

Adílson José da Silva, Golfe

Alexandro Pozzer, Handebol

André Linhares Pereira, Natação

Andressa Cavalary Machry, Andressinha, Futebol Feminino

Edson Isaías Freitas da Silva, Canoagem

Janice Teixeira, Tiro esportivo

Luiz Gonzales da Costa Campos, Rugby

Mônica Hickmann Alves, Futebol Feminino

Gélson José da Silva Júnior, Basquete em cadeira de rodas

Geraldo von Rosenthal, Tiro esportivo

Mônica da Silva Lemos, Esgrima em cadeira de rodas

Roberto Alcalde Rodriguez, Natação

Vanderson Luís da Silva Chaves, Esgrima

Guilherme Amaral Toldo, Esgrima

Willian Giaretton, Remo

Alexsander Almeida Maciel Celeste, Goalball

Fábio Damasceno, Esgrima em cadeira de rodas.



16 de out de 2016

Após vencer no tempo normal, Lobas perdem nos pênaltis e são eliminadas do Campeonato Gaúcho

Por: Vitor Azocar/Rede Esportiva

Não faltou emoção. Depois de perder para o Black Show por 2 a 1 no jogo de ida das semifinais do Campeonato Gaúcho de futebol feminino, o Pelotas/Phoenix suou para devolver o placar da ida neste domingo, na Boca do Lobo. Na decisão por pênaltis, porém, melhor para o time de Guaíba, que venceu por 5 a 4 e garantiu presença na final da competição. No tempo normal, Júlia Cipriani fez os dois gols áureo-cerúleos, enquanto Betinha marcou para as visitantes.

Lobas abrem o placar no início

O princípio do jogo foi de muita disputa física e algumas faltas. O Black Show até conseguiu ocupar o campo de ataque e quase emplacou uma chegada de perigo após atrapalhar a saída de bola das Lobas. Esse cenário, porém, não durou muito. Logo aos cinco minutos, Júlia Cipriani disparou em velocidade pela esquerda, invadiu a área e, com categoria, encobriu Lana na saída da arqueira. Cedo, o Pelotas/Phoenix já alcançava um resultado que lhe garantia na decisão.

Com a abertura do placar, as visitantes voltaram a rondar a área azul e ouro, mas a goleira Rubiani só foi exigida aos 19, quando defendeu com tranquilidade a finalização da atacante Pelé após cobrança de escanteio. As áureo-cerúleas responderam no lance seguinte, quando Júlia Cipriani não alcançou o cruzamento vindo da direita.

Com dificuldades em penetrar na área rival, o time de Guaíba arriscou nos tiros de longa distância. Foi assim que Janaína tentou igualar o marcador, mas Rubiani espalmou em escanteio. Pouco depois, Carine tentou surpreender em cobrança de falta, mas exagerou na força e não assustou a arqueira. Na última das chegadas perigosas do Black Show, Pelé, posicionada na entrada da pequena área, por pouco não completou o cruzamento rasteiro e viu a pelota mais uma vez ficar com Rubiani.

Equipes entram no gramado da Boca do Lobo (Foto: Henrique König/Rádio Federal FM)

.Já na etapa final, mesmo com o placar favorável, o Pelotas não abdicou de atacar. Na marca de 8 minutos, Gabriela Cruz arriscou de fora da área e encobriu a meta alviverde. Na sequência, Gabi cobrou falta fechada e acertou o lado externo da rede. Ao mesmo tempo em que se aproximavam do segundo gol, as Lobas praticamente não eram ameaçadas.

Aos poucos, contudo, as visitantes ganharam terreno. Betinha se viu em boas condições de marcar e, de frente para o gol, não aproveitou a liberdade que tinha e furou em bola. Mais tarde, quem perdeu oportunidade clara foi Pelé. A atacante disparou pela direita e adiantou demais a redonda e, sem ângulo, chutou em cima de Rubiani. No intervalo de cinco minutos, o Black Show penetrou na área azul e ouro mais vezes do que em toda a primeira metade de disputa.

Diante desse cenário, o gol de empate não demorou para sair. Aos 16 minutos, Betinha recebeu quase no bico da área e acertou belo chute no canto superior do arco. O placar agora era favorável à equipe de Guaíba.

As áureo-cerúleas reagiram cedo e quase marcaram aos 25, quando Gabriela arriscou de fora da área e Lana não segurou firme. No rebote, porém, a goleira se recuperou e abafou o arremate de Júlia Cipriani. Na sequência, o Black Show aproveitou os espaços cedidos pelo time azul e ouro e quase virou o jogo após a boa jogada individual de Pelé, que fez o que quis pela direita e teve o cruzamento afastado pela defesa.

À medida que o momento do apito final se aproximava, a pressão áureo-cerúlea aumentava. O Black Show abriu mão de atacar e se resguardou na defesa. E passou a oferecer uma arma até então pouco explorada no jogo: a bola parada. Em cobrança de falta, Beatriz bateu fechado e Lana espalmou em escanteio. Praticamente do mesmo lugar, a zagueira foi ainda mais perigosa na segunda vez, quando acertou o travessão alviverde. Uma pequena confusão se instalou na área e só teve fim quando a defesa cedeu mais um escanteio. O poste voltou a balançar minutos depois, antes de a pelota cruzar a linha de fundo.

E foi exatamente no último minuto dos acréscimos que o tão aguardado gol chegou. O lançamento longo vindo do campo de defesa encontrou Júlia Cipriani livre de marcação. O desespero do momento contrastou com a tranquilidade da camisa 11, que tocou na saída de Lana e recolocou o time de Marcos Planela em vantagem. A decisão, então, seria nos pênaltis

Jogo foi definido nos pênaltis (Foto: Henrique König/Rádio Federal FM)

O aproveitamento das duas equipes foi perfeito. Bárbara, Itainã, Júlia Cipriani converteram para o Pelotas/Phoenix, enquanto Duda, Vera, Betinha e Pelé também não desperdiçaram. A única bola que não entrou foi a chutada por Ingrid, que parou na defesa de Lana. Na sequência, Shaiane marcou e garantiu a classificação do time da Grande Porto Alegre.