15 de ago de 2016

Domingo as Lobas recebem o Cruzeiro as 15hs na Boca do Lobo

O Campeonato Gaúcho de Futebol feminino de 2016, organizado pela Associação Gaúcha de Futebol Feminino e com a chancela da FGF, terá seguimento nesse Domingo, dia 21. O Pelotas do técnico Marcos Planela recebe o Cruzeiro de Porto Alegre na Boca do Lobo. Confira o serviço do jogo:

Pelotas x Cruzeiro-POA 
Domingo dia 21/08 as 15hs
Estádio Boca do Lobo
Ingresso R$ 5,00


27 de jul de 2016

NÓS ESTAMOS NOS JOGOS OLÍMPICOS! DA-LHE ANDRESSINHA!!!



Andressa Cavalari Machry, nasceu em Roque Gonzales no dia 1º de maio de 1995. Andressinha atua como meio de campo e em 2009, após uma peneira realizada em Nova Esperança do Sul, através do treinador e coordenador do Dpto. Feminino do clube, Marcos Planela, passou a integrar o elenco do Esporte Clube Pelotas onde disputou o Campeonato Gaúcho daquele ano, competição em que as Lobas terminaram na 4º colocação. 

Depois do Pelotas, Andressinha passou por Kindermann-SC, Tiradentes-PI e atualmente defende o Houston Dash dos Estados Unidos. Andressinha passou pela Seleção Brasileira Sub-17 e Sub-20 antes de chegar ao grupo principal. Em 2015 Andressinha conquistou com a Seleção Brasileira a Medalha de Ouro nos Jogos Pan-americanos de Toronto. Também em 2015 Andressinha foi convocada e disputou a Copa do Mundo de Futebol Feminino, no entanto, as Brasileiras foram eliminadas nas oitavas-de-finalis pela Austrália. Agora em 2016, Andressinha foi convocada para disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A meio campista é uma das esperanças da Seleção Brasileira que busca o inédito Ouro Olímpico. A partir do dia 5 de agosto estaremos na torcida pela nossa craque. Vamos buscar o Ouro. Dalhe Andressinha Machry!!!

24 de jul de 2016

Pela grandeza do ideal

Time feminino do Pelotas completa 20 anos de muita luta, conquistas e inclusão social.

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Primeiro time das Lobas, em 1996 (Foto: Arquivo)
Marcos Planela
Vinte anos parecem pouco comparado aos 108 anos do Pelotas. Só que duas décadas lutando contra o preconceito, a falta de recursos, visibilidade e apoio, fazem as Lobas terem uma trajetória tão significante quanto a centenária história de conquistas do futebol masculino do clube. O departamento de futebol feminino é algo que todo o torcedor áureo-cerúleo tem que se orgulhar. Não apenas pelos mais de 50 troféus que estão expostos no Salão de Honra da Boca do Lobo ou pelas 20 atletas que foram convocadas para a Seleção Brasileira. Mas orgulharem-se pelas vitórias fora de campo. Nestes 20 anos as Lobas deram oportunidade e mudaram a vida de centena de mulheres. Ou melhor, seguem mudando.

Este é o exemplo de Stefany Krebs. A jovem de 18 anos, natural de Erechim, que sente-se em casa na Boca do Lobo. Stefany é deficiente auditiva, mas não tem problema nenhum de comunicação com as companheiras. As colegas de equipe fizeram questão de aprender libras, que Stefany mesmo ensina. A outra linguagem que ela utiliza é com os pés. O talento com a bola não deixa ruídos e nem dúvidas. Stefany foi eleita a melhor jogadora do Campeonato Mundial de Surdos de Futsal Feminino. Na competição, o Brasil ficou com o vice-campeonato em novembro do ano passado.

“Me sinto muito bem jogando futebol aqui. O esporte é algo importante para a minha vida. E é muito bom conhecer todo mundo das Lobas. Pensei que teria dificuldade de comunicação, mas não. Quando joguei o mundial foi um sonho”, contou Stefany que veste a camisa áureo-cerúlea desde março e viaja neste sábado para se apresentar à Seleção.

Beatriz e Stéfany são dois exemplos da importância das Lobas (Foto: Paulo Rossi)
Um feito invicto

Aos 27 anos Beatriz Borchardt Borges cresceu junto com as Lobas. Desde os 11 anos ela defendo o Pelotas. Beatriz foi a primeira jogadora, em 2005, a ser convocada para a Seleção Brasileira. Na época com 16 anos, a zagueira fez parte do grupo Sub-20 canarinho. As dificuldades financeiras da família e a falta de investimento no futebol feminino fizeram que ela desistisse um ano depois. Porém, a paixão pelo esporte falou mais alto e Beatriz resolveu voltar às Lobas. O esforço foi recompensado com a conquista mais importante da história do time feminino do Pelotas: a conquista do Gauchão de maneira invicta em 2008.

“Foi uma experiência única. O time sempre ficava no quase. E existia o preconceito e a dificuldades. Jogávamos dois jogos no mesmo dia, era muito cansativo e nosso time era muito jovem. As adversárias nos chamavam de bebês e crianças. Quando ganhamos, comemoramos com bicos”, relembrou a defensora com um sorriso no rosto.


Nas palavras de Beatriz, ao descrever seu sentimento pelas Lobas, é possível reconhecer o orgulho. A equipe que ela considera sua “segunda família” e que tem à frente o comando de Marcos Planela, seu “segundo pai”. A pelotense, que trabalha como auxiliar de escritório, está voltando ao time para a disputa das quartas de final do Gauchão que iniciam no primeiro final de semana de agosto. Ficou um tempo afastada. Mas o motivo não poderia ser mais especial: o nascimento da pequena Luiza de apenas cinco meses. “Vai ser uma Lobinha. Vou ter orgulho de contar para ela das Lobas, que joguei Copa do Brasil e servi a Seleção Gaúcha no Uruguai”, afirmou.

Comemoração

Neste domingo ocorre a celebração dos 20 anos das Lobas. Às 14h, no Salão de Honra da Boca do Lobo, ex-atletas da equipe receberão homenagens. Às 15h um jogo entre jogadoras que construíram a história ao longo das duas décadas disputarão um amistoso. Logo após, o atual time das Lobas irá enfrentar a comissão técnica.

A atual equipe do Esporte Clube Pelotas/Phoenix (Foto: Arquivo)

Os feitos das Lobas

Equipe feminina mais tempo em atividade no RS.
Campeão Gaúcho (invicto) - 2008
Campeão Gaúcho Sub-15 (invicto) - 2015
Campeão Gaúcho de Beach Soccer - 2004
Títulos: 50
Convocações para a Seleção Brasileira: 20

ANDRESSA



Bate-bola com Andressinha: ex-áureo-cerúlea, a atleta está se preparando com a Seleção Brasileira para disputar as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

O que representa o Pelotas/Phoenix na tua vida?

O Pelotas foi o meu primeiro time. A primeira vez que eu tive a oportunidade de jogar uma competição oficial. O Marcos me deu essa oportunidade, me levou pra lá e me deu todo suporte. Com certeza eu tenho um carinho muito grande pela equipe e um carinho especial por todas as pessoas aí de Pelotas, que foi o início de tudo.

Tens algum jogo marcante com a camisa das Lobas?

Eu acabei ficando pouco tempo no Pelotas. No ano seguinte já me transferi pro Kindermann. Joguei poucos jogos, mas lembro de um no estadual. Foi marcante porque foi uma experiência muito boa pra mim. A primeira vez que eu joguei mesmo com o time em uma competição oficial.

Com essa experiência adquirida ao longo da carreira, qual a expectativa pra estrear em Jogos Olímpicos?

Tudo que a gente passa na vida é válido e essa minha passagem pelo Pelotas foi mais um passo que eu dei pra chegar até aqui. Agradeço muito a todas as pessoas de Pelotas. A expectativa pras Olimpíadas é a melhor possível. Vamos entrar na competição pra buscar a medalha de ouro. Um passo de cada vez, pensando um adversário de cada vez, mas no nosso país vamos ser muito mais fortes. Esperamos a torcida de todos e vamos lutar até o fim pra que essa medalha de ouro venha até nós!

Quem não foi, perdeu!

Daquele dia, lamento apenas não ter entendido antes o real significado da ocasião.

Era a final do Gauchão e, por óbvio, em campo estariam as duas melhores equipes do Estado. Mas, e daí? Ninguém liga para o futebol feminino...

Falso. Tomadas por grande ansiedade, aos poucos as meninas foram mostrando, através de seus comportamentos, a relevância daquele dia. Era mais do que um jogo. Mais do que uma final. Mais do que futebol. O peso daquele possível título, para o Pelotas, já havia sido escolhido pelas próprias atletas.

Determinadas, elas queriam apenas brincar de fazer história. Por isso os pandeiros no ônibus, o foco absoluto na preleção, a dramaticidade nos pênaltis e o choro de alegria no fim.

Único cinegrafista do jogo, um dos poucos espectadores no Estrelão, sorri de canto de boca lá da cabine assim que a vitória veio. Contente com o feito das gurias, me senti privilegiado. 
Talvez um dia mais pessoas aprendam que futebol também é feito por e para mulheres e, então, a relevância daquela ocasião crescerá. Talvez, sei lá...

(Renan Silva)

22 de jul de 2016

Parabéns Lobas!!! Pelotas comemora 20 anos do Dep. de Futebol Feminino.

Nesta segunda-feira, 25 de julho, o Departamento de Futebol Feminino do Esporte Clube Pelotas completa 20 anos de história. Os fundadores foram Marcos Planela, atual coordenador do Departamento e Marli Decker Moro, que será homenageada. 


Ao longo de sua trajetória as Lobas conquistaram diversos títulos locais e regionais, além de três estaduais e disputaram também duas vezes a Copa do Brasil.

n/d Mais de 600 atletas atuaram na equipe nestes 20 anos, tornando o projeto conhecido no Brasil e obtendo também reconhecimento por seu importante papel de inserção social e valorização da mulher no futebol. Ao todo, vinte atletas que atuaram com a camisa áureo-cerúlea defenderam a seleção Brasileira, entre elas destaque para Andressinha, a atual meia do time que irá disputar as olimpíadas e para TEFY que recentemente conquistou o título de melhor jogadora de futsal para surdas.


Na modalidade, o áureo-cerúleo é a equipe mais tradicional em atividade no Rio Grande do Sul, disputando competições oficiais.n/d

As Lobas, este ano, estão disputando o Campeonato Gaúcho, da categoria adulta, já classificadas para as quartas-de-final e aguardam a definição de seu adversário. Em outubro disputarão também o estadual nas categorias sub-17 e sub-15.

O Coordenador e fundador do Futebol Feminino no Pelotas, Marcos Planela destaca a importância do trabalho realizado durante essas duas décadas na Boca do Lobo: "Me orgulho de ter ajudado a construir um espaço que busca oportunizar chances para meninas e mulheres que tenham sonhos, talento e dedicação, seguirem em frente, sem descuidar do apoio à formação moral, psicológica e cidadã delas. Chegar aos 20 anos em projeto vencedor, é muito especial."


n/d Diversos eventos estão sendo realizados para comemorar essa importante marca. No dia 14 deste mês as Lobas, visitaram o Paço Municipal, ao lado da equipe técnica, para entregar um certificado de reconhecimento e agradecimento ao apoio prestado pelo Município ao time. A delegação foi recebida pelo prefeito Eduardo Leite, que salientou a importância do projeto. Com a aproximação da data do aniversário, a programação tem se intensificado, diversas visitas aos meios de comunicação locais estão sendo feitas. Confira abaixo a programação completa:



SÁBADO (23/07)

15h – Palestra na Biblioteca Pública Pelotense sobre a história da cidade de Pelotas.

16h30mim – Visita ao Salão de Honra do E. C. Pelotas.

17h – Coquetel de Confraternização, no Estádio da Boca do Lobo (Com sorteios e brindes).



DOMINGO (24/07) - Na Boca do Lobo

10h – Atividade em campo com as categorias SUB-9, SUB-13 E SUB-15 (Com distribuição de brindes).



14h30mim – Coquetel de HOMENAGEM PARA AS SEGUINTES ATLETAS
- Marli Decker Moro (co-fundadora do futebol feminino no E.C. Pelotas e ex-goleira).

- Rosimeri Xavier (autora do primeiro gol em campeonatos gaúchos, em 1997).

- Fabiane Souza de Carvalho (primeira capitã das Lobas).

- Lisiane Vargas (primeira atleta que vestiu a camisa do E.C. Pelotas e da Seleção Brasileira).

- Flávia Betemps Sperling (maior goleadora dos 20 anos das Lobas).

- Beatriz Borges (primeira atleta a ser convocada para a Seleção Brasileira, estando jogando no clube e primeira pelotense a ser convocada).

- Duda Moreira (primeira(o) atleta do futebol pelotense, a disputar um Mundial oficial da FIFA (Sub-17, Nova Zelândia - 2008), ainda vinculada a um clube pelotense.

- Todas as atletas que se façam presente e tenham feito parte dos grupos de atletas Campeão Gaúcho de Beach Soccer de 2004 e Campeão Gaúcho de Futebol INVICTO em 2008.

- Ariane Cabrera Corrêa, capitã da equipe Campeã Gaúcha SUB-15 em 2015. 

*Todas receberão diplomas de reconhecimento.



15h – Jogo entre as Lobas de temporadas (Todas receberão camisas comemorativas).

16h30mim – Jogo entre o grupo de 2016 e a Comissão Técnica.



SEGUNDA (25/07) - ANIVERSÁRIO DAS LOBAS.

10h – Homenagem na Câmara de Vereadores de Pelotas.

19h30mim – Jantar de Confraternização com atletas e comissão técnica.

27 de jun de 2016

Equipe feminina do Pelotas vence o Candiota pelo Gauchão



A equipe do Esporte Clube Pelotas/Phoenix venceu por dois a zero a equipe do Candiota, em sua quarta e última partida, válida pela primeira fase do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino 2016, na categoria adulta. O jogo, válido pela Chave A, foi realizado neste domingo (26/06/2016), em Candiota, no campo da Associação Esportiva João Emílio.

Marcaram para o Pelotas, as atletas Débora e Gabriela Eusébio. Com o resultado, o time fechou a fase com 100% de aproveitamento, vencendo todos os jogos disputados. 

As lobas, classificadas para as quartas-de-final, em primeiro lugar na chave com quatro vitórias, em quatro jogos e com um saldo positivo de 24 gols (25 marcados e um sofrido). O time aguarda agora o próximo adversário, pelas quartas de final da competição, jogo que deve ser realizado no dia 24 de julho.

25 de jun de 2016

Lobas querem manter o 100%



O Esporte Clube Pelotas/Phoenix enfrenta a Associação Esportiva João Emílio, neste domingo (26), às 15h, em Candiota, buscando manter os 100% de aproveitamento na primeira fase do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino.

As Lobas, já classificadas para as quartas-de-final, lideram a chave com três vitórias em três jogos e com um saldo positivo de 22 gols (23 marcados e 1 sofrido).

"Já classificados, vamos para Candiota, respeitando nosso adversário, mas em busca de mais três pontos, para manter a fase ascendente da equipe e confirmar a primeira colocação nesta fase com 100% de aproveitamento. Utilizarei o jogo para fazermos algumas observações, em determinadas peças do grupo." – Afirma Marcos Planela, coordenador do Departamento de Futebol Feminino do Pelotas.

CIRURGIA: Enquanto isso, a atleta Ariane Cabrera Correia realizou, na última quarta-feira(22), uma cirurgia no ligamento cruzado anterior(LCA), no joelho direito. A atleta, com convocações para a Seleção Brasileira sub-15, sub-17 e sub-20 e que não atuou nesta temporada, começará agora o processo de recuperação, que deve levar em torno de seis a sete meses.


Planela agradece o apoio de parceiros neste procedimento: "Aproveito para agradecer ao Dr. José Raymundo e equipe, a CLINICAMP, a SPINESUL e a Vice-Prefeita, Paula Mascarenhas, fundamentais no êxito desta cirurgia. Em breve teremos esta atleta guerreira e diferenciada de volta aos campos."

20 de jun de 2016

Pelotas vence o Rio Grande e mantem a liderança



Neste domingo, no Campo do G.E. Santa Irene, em Pelotas, O Esporte Clube Pelotas venceu o S.C. Rio Grande pelo placar de 3 x 0, garantindo assim, classificação para a fase seguinte da competição e a primeira colocação da chave.

Os gols das Lobas foram marcados por Teffy em duas oportunidades e Julia Cipriani.

No próximo domingo, dia 26, as Lobas enfrentam o João Emílio em Candiota.


14 de jun de 2016

Lobas vencem em Rio Grande pelo Campeonato Gaúcho

O time feminino do Pelotas venceu o seu segundo jogo pelo Campeonato Gaúcho de Futebol. O Esporte Clube Pelotas/Phoenix derrotou, no domingo (12), o Sport Clube Rio Grande, por 4 a 1 em jogo realizado no Estádio Arthur Lawson. 



O próximo compromisso das Lobas, que estão na liderança da chave, será no próximo domingo (19), em jogo de volta com o Rio Grande, na Boca do Lobo. 

A competição é organizada pela Associação Gaúcha de Futebol Feminino, com aval da Federação Gaúcha de Futebol e conta com 13 equipes nesta edição, divididas em chaves de quatro, com duas equipes se classificando para a próxima fase, formando um octogonal final. 

Texto: Pelotas.rs.gov 

10 de jun de 2016

Lobas tem clássico regional neste domingo



O Esporte Clube Pelotas/Phoenix irá fazer seu segundo jogo no Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino, neste domingo (12), no estádio Arthur Lawson, em Rio Grande, às 15h, contra a equipe do Rio Grande. Após vencer a Associação João Emilio, de Candiota por 15 a 0, as Lobas estão confiantes, o técnico da equipe, Marcos Planela falou sobre o próximo jogo

"Respeitando nosso tradicional rival ao longo dos anos, aqui na região sul, vamos em busca de mais um resultado positivo, buscando encaminhar bem nossa classificação, para as quartas-de-final da competição, embora ainda tenhamos o returno desta fase." – Afirmou Planela.

A competição é organizada pela Associação Gaúcha de Futebol, com aval da Federação Gaúcha de Futebol e conta com 13 equipes nesta edição, divididas na fase inicial, em chaves regionalizadas.